Solenidade de Todos os Santos
Antífona de Entrada
Salmo Responsorial
Apresentação dos Dons
Antífona de Comunhão
Pós-Comunhão
Cântico Final
Antífona de Entrada

Exultemos de alegria no Senhor, 
celebrando este dia de festa 
em honra de Todos os Santos. 
Nesta solenidade alegram-se os Anjos 
e cantam louvores ao Filho de Deus. 

• Exultemos de alegria no Senhor – A. Cartageno (CEC II, p. 202-203)

[Outras Sugestões]

• Com hinos, preces e cantos – A. Cartageno (ENPL, XL | CN, 296)
• Eu vi a cidade santa – F. Santos (BML, 42 | CCM, p. 23 | ENPL, XV | NCT, 311)
• Eu vi a cidade santa – M. Luís (CAC, p. 312)
• O Senhor deu aos Santos a glória eterna – M. Carvalho (IC, p.720 | NRMS, 59)
• Os povos proclamam – M. Simões (IC, p. 723 | NRMS, 59)
• Os povos proclamam – A. Cartageno (ENPL, XL)
• Os povos proclamarão – M. Luís (CAC, p. 476-481)
• Os santos cantavam – M. Luís (NCT, 357 | CN, 785)
• Os santos cantavam um cântico novo – C. Silva (OC, p. 206)
• Os santos resplandecem como a luz – J. Santos (IC, 723 | NRMS, 63)
Leitura I

Ap 7, 2-4.9-14 
«Vi uma multidão imensa, que ninguém podia contar, 
de todas as nações, tribos, povos e línguas» 

Leitura do Apocalipse de São João 
Eu, João, vi um Anjo que subia do Nascente, trazendo o selo do Deus vivo. Ele clamou em alta voz aos quatro Anjos a quem foi dado o poder de causar dano à terra e ao mar: «Não causeis dano à terra, nem ao mar, nem às árvores, até que tenhamos marcado na fronte os servos do nosso Deus». E ouvi o número dos que foram marcados: cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel. Depois disto, vi uma multidão imensa, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas. Estavam de pé, diante do trono e na presença do Cordeiro, vestidos com túnicas brancas e de palmas na mão. E clamavam em alta voz: «A salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro». Todos os Anjos formavam círculo em volta do trono, dos Anciãos e dos quatro Seres Vivos. Prostraram-se diante do trono, de rosto por terra, e adoraram a Deus, dizendo: «Amen! A bênção e a glória, a sabedoria e a acção de graças, a honra, o poder e a força ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amen!». Um dos Anciãos tomou a palavra e disse-me: «Esses que estão vestidos de túnicas brancas, quem são e de onde vieram?». Eu respondi-lhe: «Meu Senhor, vós é que o sabeis». Ele disse-me: «São os que vieram da grande tribulação, os que lavaram as túnicas e as branquearam no sangue do Cordeiro». 
Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial

Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. cf. 6) 

Esta é a geração dos que procuram o Senhor

Do Senhor é a terra e o que nela existe, 
o mundo e quantos nele habitam. 
Ele a fundou sobre os mares 
e a consolidou sobre as águas. 

Quem poderá subir à montanha do Senhor? 
Quem habitará no seu santuário? 
O que tem as mãos inocentes e o coração puro, 
o que não invocou o seu nome em vão. 

Este será abençoado pelo Senhor 
e recompensado por Deus, seu Salvador. 
Esta é a geração dos que O procuram, 
que procuram a face de Deus. 

• É esta a geração – Az. Oliveira (SRAO A, p. 198-199 | SRAO B, p. 198-199 | SRAO C, p. 198-199)
• É esta a geração – C. Silva (OC, p. 84)
• É esta a geração – M. Carneiro (SRMC B, p. 156-157)
• É esta a geração – M. Simões (BML, 27)
• Esta é a geração – M. Luís (SRML, p. 384-385)
• Esta é a geração – A. M. Costa (OCL)
• Esta é a geração – Ar. Oliveira
Leitura II

Jo 3, 1-3 
«Veremos a Deus tal como Ele é» 

Leitura da Primeira Epístola de São João 
Caríssimos: Vede que admirável amor o Pai nos consagrou em nos chamar filhos de Deus. E somo-lo de facto. Se o mundo não nos conhece, é porque não O conheceu a Ele. Caríssimos, agora somos filhos de Deus e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Mas sabemos que, na altura em que se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porque O veremos tal como Ele é. Todo aquele que tem n’Ele esta esperança purifica-se a si mesmo, para ser puro, como Ele é puro. 
Palavra do Senhor. 
 

Aclamação ao Evangelho

V/
Vinde a Mim, vós todos os que andais cansados e oprimidos 
e Eu vos aliviarei, diz o Senhor.

Evangelho

Mt 5, 1-12a 
«Alegrai-vos e exultai, porque é grande nos Céus a vossa recompensa» 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus 
Naquele tempo, 
ao ver as multidões, Jesus subiu ao monte e sentou-Se. 
Rodearam-n’O os discípulos 
e Ele começou a ensiná-los, dizendo: 
«Bem-aventurados os pobres em espírito, 
porque deles é o reino dos Céus. 
Bem-aventurados os humildes, 
porque possuirão a terra. 
Bem-aventurados os que choram, 
porque serão consolados. 
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, 
porque serão saciados. 
Bem-aventurados os misericordiosos, 
porque alcançarão misericórdia. 
Bem-aventurados os puros de coração, 
porque verão a Deus. 
Bem-aventurados os que promovem a paz, 
porque serão chamados filhos de Deus. 
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça, 
porque deles é o reino dos Céus. 
Bem-aventurados sereis, quando, por minha causa, 
vos insultarem, vos perseguirem 
e, mentindo, disserem todo o mal contra vós. 
Alegrai-vos e exultai, 
porque é grande nos Céus a vossa recompensa». 
Palavra da salvação. 

Apresentação dos Dons
• A boca do justo murmura a sabedoria – M. Simões (SC I, p. 20)
• A Vós, ó Verbo eterno – F. Santos (ENPL, XIII)
• Como é grande, Senhor – F. Valente (BML, 148-149)
• Como são belos sobre os montes – A. Cartageno (ENPL, XL)
• Como são belos sobre os montes – J. Santos (NCT, 321)
• Cristo, verbo de Deus Pai – M. Simões (NRMS, 59)
• Foram tirados do meio dos homens – M. Luís (CAC, p. 462)
• Jerusalém, cidade de Deus – C. Silva (NCT, 344 | OC, p. 141)
• Jerusalém, cidade de Deus – Ar. Oliveira (IAC, p. 288)
• O Justo florescerá como a palmeira – M. Simões (SC I, p. 6)
• Ó justos, alegrai-vos – Az. Oliveira (ENPL, XL)
• Santos, amigos de Deus – F. Silva (LHC III, p. 559 | NRMS, 130)
• Santos, amigos de Deus – A. Cartageno (LHC III, p. 558)
• Sede imitadores de Deus – E. Lucas (OCL)
Antífona de Comunhão

Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.
Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os perseguidos por amor da justiça, porque deles é o reino dos Céus.”
(Mt 5, 8-10)

• Bem-aventurados os perseguidos – C. Silva (LHC III, p. 496 | OC, p. 483)
• Bem-aventurados os puros de coração – A. Cartageno (ENPL, XXXV)
• Felizes os puros de coração – A. Cartageno (CEC II, p. 86 | LHC I, p. 92)

[Outras Sugestões]

• Alegrai-vos e exultai – Ar. Oliveira (IAC, p. 49)
• Bem-aventurados – F. Santos (BML, 4 | CEC II, 204-205 | NCT, 731)
• Bem-aventurados – J. Geada (SDLG)
• Bem-aventuranças – E. Amorim (Libellus, 5)
• Benditos de meu Pai – Az. Oliveira (CEC II, p. 153-154 | CPE, p. 149-150 | IC, p. 606-607 | NRMS, 92)
• Eles receberam a bênção do Senhor – F. Silva (ENPL, XXVI; XXXVII; XXXVIII | NRMS, 129)
• Foram abençoados pelo Senhor – M. Simões (ENPL, XV | XXII | NRMS, 123)
• No alto do monte – Az. Oliveira (IC, p. 484-485 | NRMS, 102)
• Os bem-aventurados – V. Pereira, J. J. Ribeiro (ELC, p. 41-43)
• Vinde, benditos de meu pai – A. Cartageno (NRMS, 139)
• Vinde, benditos de meu pai – C. Silva (NCT, 320 | OC, p. 270-271)
Pós-Comunhão
• Bem-aventurados os que têm fome – M. Luís (CEC II, p. 28 | IC, p. 199 | LHC I, p. 387 | NRMS, 53)
• Sede perfeitos – C. Silva (OC, p. 236)
• A boca do justo murmura a sabedoria – M. Simões (SC I, p. 20)
• Alegram-se os justos – A. Cartageno (ENPL, XXXII; XXXIV | CN, p. 192)
• Alegram-se os santos – C. Silva (OC, p. 467)
• Bem-aventurados – A. Cartageno (BS, p. 96)
• Bem-aventurados os que fazem a paz – A. Cartageno (CEC II, p. 108)
• Bem-aventurados os que promoveis a paz – Az. Oliveira (ENPL, XXXI | NRMS, 122)
• Bendito seja Deus nos seus santos – M. Simões (SC II, p. 44)
• Bendito seja Deus nos seus santos – M. Simões (NRMS, 129)
• Bendito, Deus nosso Pai – Az. Oliveira (ENPL, XXVII | NRMS, 115)
• Brilhe a vossa luz diante dos homens – J. P. Martins (CN, 261)
• Brilhe a vossa luz diante dos homens – M. Luís (LHC III, p. 524)
• Brilhe a vossa luz diante dos homens – M. Simões (IC, p. 713-714 | NRMS, 63)
• Brilhe a vossa luz diante dos homens – F. Silva (LHC III, p. 528)
• Cantai ao Senhor na assembleia – F. Santos (LHC III, p. 410)
• Cantai ao Senhor na assembleia – C. Silva (OC, p. 525)
• Como é grande, Senhor – F. Valente (BML, 148-149)
• Cristo, Senhor do Céu – F. Santos (CN, 331)
• Cristo, Senhor do Céu – J. A. Nunes (OCL)
• Eis os homens santos – Az. Oliveira (ENPL, XL)
• Eles receberam a bênção do Senhor – F. Silva (ENPL, XXVI; XXXVII; XXXVIII | NRMS, 129)
• Esta é a geração – Az. Oliveira (NRMS, 139)
• Felizes os que habitam – B. Sousa (CPE, p. 158 | NCT, 385)
• Felizes os que habitam – M. Valença (NRMS, 48)
• Felizes os que moram – F. Santos (BML, 58-59 | NCT, 115)
• Felizes os que moram – F. Silva (IC, p. 453-454 | NRMS, 49)
• Felizes os que moram – M. Valença (IC, p. 452-453 | NRMS, 48)
• Felizes os que moram – M. Carneiro (RBP, p. 35-37)
• Foram abençoados pelo Senhor – M. Simões (ENPL, XV | XXII | NRMS, 123)
• Lembrai-vos de nós, Senhor – M. Luís (BML, 44 | CAC, p. 204-205 | CEC II, p. 203-204 | NCT, 146)
• Louvai, nações do Universo – M. Simões (NRMS, 63)
• Os justos se alegram – M. Carneiro (NRMS, 115)
• Os justos viverão eternamente – M. Faria (CPE, p. 161 | IC, p. 722 | NCT, 657 | NRMS, 36)
• Santos, amigos de Deus – F. Silva (LHC III, p. 559 | NRMS, 130)
• Santos, amigos de Deus – A. Cartageno (LHC III, p. 558)
• Sede diante dos homens – F. Santos (ENPL, XXX)
• Sede imitadores de Deus – P. Miranda (OCL)
• Sede imitadores de Deus – E. Lucas (OCL)
• Senhor, eu seguirei o vosso exemplo – F. Fernandes (CPD, 487)
• Vesti-vos de caridade – F. Santos (ENPL, XXVII)
• Vi uma multidão imensa – Az. Oliveira (NRMS, 139)
• Vinde, benditos de meu pai – A. Cartageno (NRMS, 139)
• Vinde, benditos de meu pai – C. Silva (NCT, 320 | OC, p. 270-271)
• Vós nos resgatastes, Senhor – Az. Oliveira (NRMS, 139)
Cântico Final
• Alegram-se os justos – A. Cartageno (ENPL, XXXII; XXXIV | CN, p. 192)
• Alegram-se os santos – C. Silva (OC, p. 467)
• Bendito seja Deus nos seus santos – M. Simões (NRMS, 129)
• Bendito seja Deus nos seus santos – M. Simões (SC II, p. 44)
• Bendito, Deus nosso Pai – Az. Oliveira (ENPL, XXVII | NRMS, 115)
• Brilhe a vossa luz diante dos homens – J. P. Martins (CN, 261)
• Brilhe a vossa luz diante dos homens – F. Silva (LHC III, p. 528)
• Brilhe a vossa luz diante dos homens – M. Luís (LHC III, p. 524)
• Brilhe a vossa luz diante dos homens – M. Simões (IC, p. 713-714 | NRMS, 63)
• Cristo, Senhor do Céu – J. A. Nunes (OCL)
• Cristo, Senhor do Céu – F. Santos (CN, 331)
• Eis os homens santos – Az. Oliveira (ENPL, XL)
[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[BS] António Cartageno - Bendizei o Senhor, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[CAC] Pe. Manuel Luís - Cânticos da Assembleia Cristã, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2006.
[CCM] Cânticos para a Celebração do Matrimónio – I e II, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2018.
[CEC II] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 1999.
[CN] Cantoral Nacional para Liturgia, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2019..
[CPD] Canta Povo de Deus, 5ª Edição, Santuário de Fátima, 2008.
[CPE] Cânticos para as Exéquias, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2008.
[ELC] Vitor Pereira (arranjos de José Joaquim Ribeiro) - Esta Luz de Cristo, Cânticos para a Liturgia, Paulinas Editora.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[IAC] Pe. Artur Oliveira - In Aeternum Cantabo, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LHC I] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 1, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 1997.
[LHC III] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 3, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2012.
[Libellus] Libellus - Revista de Música Sacra, Libellus Usualis - Divulgação de Música Sacra.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] Con. Carlos da Silva - Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[OCL] Pró-manuscrito , publicado pelo site O Canto na Liturgia.
[RBP] Pe. Miguel Carneiro - Ressuscitou o Bom Pastor, Paulus Editora, Lisboa, 2007.
[SC I] Pe. Manuel Simões - Salmos e Cânticos, vol. 1, Instituto Nun’Alvres, Caldas da Saúde, 1970.
[SC II] Pe. Manuel Simões - Salmos e Cânticos, vol. 2, Instituto Nun’Alvres, Caldas da Saúde, 1971.
[SDLG] Secretariado Diocesano de Liturgia da Guarda, -.
[SRAO A] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano A, Música Sacra, Braga, 1989.
[SRAO B] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano B, Música Sacra, Braga, 1990.
[SRAO C] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano C, Música Sacra, Braga, 1991.
[SRMC B] Pe. Miguel Carneiro - Deus fez maravilhas: Salmos Responsoriais – Ano B, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRML] Pe. Manuel Luís - Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.