Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo | Solenidade
Antífona de entrada
Salmo responsorial
Aclamação ao Evangelho
Apresentação dos dons
Antífona de Comunhão
Pós-comunhão
Cântico final
Antífona de entrada

(Ap 5, 12; 1, 6)
"O Cordeiro que foi imolado é digno de receber o poder 
e a riqueza, a sabedoria, a honra e o louvor. 
Glória ao Senhor pelos séculos dos séculos."

• O Cordeiro que foi imolado – Az. Oliveira (LHC I, p. 208)
• O Cordeiro que foi imolado – A. Cartageno (BS, p. 244)
• O Cordeiro que foi imolado – C. Silva (LHC I, p. 214 | OC, p. 169)
• O Cordeiro que foi imolado – J. Santos (CEC II, p. 145-147 | IC, p. 610-611 | NRMS, 92 | CN, 678)
• O Cordeiro que foi imolado – Ar. Oliveira (IAC, p. 351)
• O Cordeiro que foi imolado I – F. Santos (BML, 52)
• O Cordeiro que foi imolado III – F. Santos (CEC II, p. 144-145 | LHC I, p. 211 | CN, 677)

[Outras Sugestões]

• Glória a Jesus Cristo – Az. Oliveira (IC, p. 609 | NRMS, 92 | CN, 505)
• Povo de Reis, assembleia santa – L. Deiss (CEC I, p. 119 | CN, 817)
• Sobre um trono elevado – M. Simões (SC II, p. 8-9)
• Sobre um trono vi sentado – A. Cartageno (CEC II, p. 147-149 | ENPL, XIII | CN, 934)
Leitura I

I Dan 7, 13-14 
«O seu poder é eterno» 
O “Filho de homem” de que fala o profeta é a maneira de falar que Jesus depois adoptou, aplicando-a a Si mesmo. Este “Filho de homem” que recebe de Deus um reino eterno é Jesus, que, pela oblação de Si mesmo ao Pai na Cruz, mereceu a glória da ressurreição, e assim Se tornou o “Primogénito de entre os mortos”, Cabeça de toda a humanidade por Ele remida, Senhor de todo o Universo, sentado à direita do Pai. 

Leitura da Profecia de Daniel 
Contemplava eu as visões da noite, quando, sobre as nuvens do céu, veio alguém semelhante a um filho do homem. Dirigiu-Se para o Ancião venerável e conduziram-no à sua presença. Foi-lhe entregue o poder, a honra e a realeza, e todos os povos, nações e línguas O serviram. O seu poder é eterno, não passará jamais, e o seu reino não será destruído. 
Palavra do Senhor.

Salmo responsorial

Salmo 92 (93), 1ab.1c-2.5 (R. 1a) 

O Senhor é rei num trono de luz. 

O Senhor é rei, 
revestiu-Se de majestade, 
revestiu-Se e cingiu-Se de poder.  

Firmou o universo, que não vacilará. 
É firme o vosso trono desde sempre, 
Vós existis desde toda a eternidade.  

Os vossos testemunhos são dignos de toda a fé, 
a santidade habita na vossa casa 
por todo o sempre. 

 

• O Senhor é rei num trono de luz – Az. Oliveira (SRAO B, p. 172-173)
• O Senhor é rei num trono de luz – M. Carneiro (SRMC B, p. 148-149)
• O Senhor é rei num trono de luz – M. Luís (SRML, p. 258-259)
• O Senhor é rei, o altíssimo – Ar. Oliveira (IAC, p. 381)
Leitura II

II Ap 1, 5-8 
«O Príncipe dos reis da terra fez de nós um reino de sacerdotes para Deus» 
O Apocalipse de S. João, escrito em tempo de perseguição, proclama, para além da opressão e da morte infligida à Igreja, o triunfo pascal de Jesus, o Crucificado, mas agora Ressuscitado. Ele é Rei e Sacerdote diante de Deus. E os membros do seu povo, que é o seu Corpo místico, são, com Ele e n’Ele, reis e sacerdotes; são um povo real e sacerdotal; assim os fez o Baptismo. 

Leitura do Apocalipse 
Jesus Cristo é a Testemunha fiel, o Primogénito dos mortos, o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama e pelo seu sangue nos libertou do pecado e fez de nós um reino de sacerdotes para Deus seu Pai, a Ele a glória e o poder pelos séculos dos séculos. Amen. Ei-l’O que vem entre as nuvens, e todos os olhos O verão, mesmo aqueles que O trespassaram; e por sua causa hão-de lamentar-se todas as tribos da terra. Sim. Amen. «Eu sou o Alfa e o Ómega», diz o Senhor Deus, «Aquele que é, que era e que há-de vir, o Senhor do Universo». 
Palavra do Senhor.

Aclamação ao Evangelho

Mc 11, 9.10 
Bendito o que vem em nome do Senhor, 
bendito o reino do nosso pai David.

Evangelho

Jo 18, 33b-37 
«É como dizes: sou Rei» 
No tribunal judaico do Sinédrio, Jesus tinha aplicado a Si o título de “Filho do homem”, referido pelo profeta Daniel na primeira leitura. Agora, no tribunal romano diante de Pilatos, confirma o título de Rei, que os seus inimigos citam contra Ele como motivo de condenação. Mas, só os que são da verdade podem compreender o que diz a sua voz. 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João 
Naquele tempo, disse Pilatos a Jesus: «Tu és o Rei dos Judeus?». Jesus respondeu-lhe: «É por ti que o dizes, ou foram outros que to disseram de Mim?». Disse-Lhe Pilatos: «Porventura eu sou judeu? O teu povo e os sumos sacerdotes é que Te entregaram a mim. Que fizeste?». Jesus respondeu: «O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus guardas lutariam para que Eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu reino não é daqui». Disse-Lhe Pilatos: «Então, Tu és Rei?». Jesus respondeu-lhe: «É como dizes: sou Rei. Para isso nasci e vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade escuta a minha voz». 
Palavra da salvação. 

Apresentação dos dons
• A Vós, ó Verbo eterno – F. Santos (ENPL, XIII)
• A Vós, Senhor, ao vosso nome santo – Az. Oliveira (IC, p. 605 | NRMS, 92)
• A Vós, Senhor, ao vosso nome santo – F. Santos (CP II, p. 388)
• A Vós, Senhor, pertence a honra – M. Luís (CAC, p. 248)
• Cristo é o primogénito – M. Luís (NCT, 605)
• Cristo, Filho de Deus Pai – T. Sousa (CS-TS, p. 16 | CN, 327)
• Deus da eterna glória – F. Schubert (IC, p. 425 | NRMS, 107)
• Jesus, Rei admirável – A. Cartageno (IC, p. 610 | NRMS, 92 | CN, 566)
• Levamos para o vosso altar – D. Julien (NCT, 242)
• Louvado seja Deus – L. v. Beethoven (NRMS, 5)
• Salve Jesus, Rei imortal – M. Faria (IC, p. 612 | NRMS, 3)
• Salve, Senhor Jesus – F. Lapa (BML, 22)
• Senhor, meu Bom Jesus – J. S. Bach (IC, p. 613 | NRMS, 23)
• Todas as nações recebeu em herança – M. Faria (IC, p. 614 | NRMS, 3)
Antífona de Comunhão

(Salmo 28, 10-11)
"O Senhor está sentado como Rei eterno;
O Senhor abençoará o seu povo na paz." 
 

• O Senhor está sentado – C. Silva (CEC II, p. 151-152 | OC, p. 184 | CN, 726)
• O Senhor está sentado – E. Amorim (CN, 727)
• O Senhor está sentado – M. Simões (BML, 42 | CEC II, p. 150-151 | CN, 729)
• O Senhor está sentado – F. Santos (CN, 728)

[Outras Sugestões]

• Benditos de meu Pai – Az. Oliveira (CEC II, p. 153-154 | CPE, p. 149-150 | IC, p. 606-607 | NRMS, 92)
• O Senhor é rei para sempre – M. Luís (CAC, p. 402-403)
• Se escutais a Cristo-Rei – M. Carneiro (CEC II, p. 152-153 | IC, p. 612-613 | NRMS, 92)
• Vinde, benditos de meu pai – C. Silva (NCT, 320 | OC, p. 270-271)
• Vinde, benditos de meu pai – A. Cartageno (NRMS, 139)
Pós-comunhão
• A terra inteira cante ao Senhor – B. Salgado (IC, p. 367 | NRMS, 5)
• A Vós, Senhor, pertence a honra – M. Luís (CAC, p. 248)
• Aclamai Jesus Cristo – F. Silva (IC, p. 319 | NCT, 178 | NRMS, 65 | CN, 174)
• Alegre-se o povo de Deus – M. Luís (CPD | CN, 197)
• Alegrem-se os céus, exulte a terra – M. Luís (CAC, p. 428-429 | CN, 196)
• Ao Deus do Universo – J. Santos (IC, p. 389 | NRMS, 1 | CN, 209)
• Ao Senhor do Universo – F. Silva (IC, p. 353 | NCT, 280 | NRMS, 8)
• Ao Senhor toda a glória – M. Luís (CAC, p. 430-431)
• Benditos de meu Pai – Az. Oliveira (CEC II, p. 153-154 | CPE, p. 149-150 | IC, p. 606-607 | NRMS, 92)
• Celebremos Cristãos, com hinos – M. Faria (IC, p. 607-608 | NRMS, 3)
• Cristo, Filho Unigénito – F. Santos (CP II, p. 381)
• Cristo, Rei do Universo – T. Sousa
• Dominador dos séculos, Senhor – F. Santos (CP II, p. 396)
• Eterno sacerdote e Rei universal – M. Faria (IC, p. 608 | NRMS, 3)
• Gritai todos os povos – J. Santos (ENPL, XXVII)
• Jesus Cristo, ontem e hoje – A. Cartageno (CEC I, p. 72-73 | ENPL, XXIII | LAU, 453)
• Lembra-Te de mim, Senhor – F. Silva (IC, p. 221-222 | NRMS, 69)
• Lembrai-vos de nós, Senhor – M. Luís (BML, 44 | CAC, p. 204-205 | CEC II, p. 203-204 | NCT, 146)
• Louvado seja Deus – L. v. Beethoven (NRMS, 5)
• Nós vos louvamos – M. Luís (CAC, p. 319)
• O Senhor do Universo – F. Santos (BML, 64)
• O Senhor do Universo – F. Silva (IC, p. 147 | NRMS, 21)
• O Senhor do Universo – C. Silva (OC, p. 180)
• O Senhor é rei para sempre – M. Luís (CAC, p. 402-403)
• Salve Jesus, Rei imortal – M. Faria (IC, p. 612 | NRMS, 3)
• Salve, Senhor Jesus – F. Lapa (BML, 22)
• Senhor, meu Bom Jesus – J. S. Bach (IC, p. 613 | NRMS, 23)
• Todas as nações recebeu em herança – M. Faria (IC, p. 614 | NRMS, 3)
• Uma só coisa é necessária – Az. Oliveira (ENPL, XXXVI)
• Vinde, benditos de meu pai – A. Cartageno (NRMS, 139)
• Vinde, benditos de meu pai – C. Silva (NCT, 320 | OC, p. 270-271)
Cântico final
• Aclamai Jesus Cristo – F. Silva (IC, p. 319 | NCT, 178 | NRMS, 65 | CN, 174)
• Ao Deus do Universo – J. Santos (IC, p. 389 | NRMS, 1 | CN, 209)
• Ao Senhor do Universo – F. Silva (IC, p. 353 | NCT, 280 | NRMS, 8)
• Ao Senhor toda a glória – M. Luís (CAC, p. 430-431)
• Celebremos Cristãos, com hinos – M. Faria (IC, p. 607-608 | NRMS, 3)
• Com a bênção do Pai – J. Santos (IC, p. 352 | NRMS, 38)
• Cristo ontem, Cristo hoje – J. P. Lecót (ENPL, XXVI)
• Cristo vence (Christus vincit) – A. Kunc (CEC II, p. 149-150 | CN, 326)
• Cristo, Filho Unigénito – F. Santos (CP II, p. 381)
• Cristo, Rei do Universo – T. Sousa
• Dominador dos séculos, Senhor – F. Santos (CP II, p. 396)
• Eterno sacerdote e Rei universal – M. Faria (IC, p. 608 | NRMS, 3)
• Gritai todos os povos – J. Santos (ENPL, XXVII)
• Povo de Reis, assembleia santa – L. Deiss (CEC I, p. 119 | CN, 817)
• Salve Jesus, Rei imortal – M. Faria (IC, p. 612 | NRMS, 3)
[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[BS] António Cartageno - Bendizei o Senhor, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[CAC] Pe. Manuel Luís - Cânticos da Assembleia Cristã, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2006.
[CEC I] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 1, 3.ª ed, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2007.
[CEC II] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 1999.
[CN] Cantoral Nacional para Liturgia, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2019..
[CP II] Con. António Ferreira dos Santos - Canto Perene, vol. 2, Secretariado Diocesano de Liturgia, Porto, 2003.
[CPD] Canta Povo de Deus, 5ª Edição, Santuário de Fátima, 2008.
[CPE] Cânticos para as Exéquias, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2008.
[CS-TS] Pe. Teodoro Sousa - Conduzi-me, Senhor, Lisboa, 2001.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[IAC] Pe. Artur Oliveira - In Aeternum Cantabo, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LAU] Laudate: Cânticos e Orações, Edição para uso interno das comunidades paroquiais sem fins lucrativos, Leiria.
[LHC I] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 1, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 1997.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] Con. Carlos da Silva - Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[OCL] Pró-manuscrito , publicado pelo site O Canto na Liturgia.
[SC II] Pe. Manuel Simões - Salmos e Cânticos, vol. 2, Instituto Nun’Alvres, Caldas da Saúde, 1971.
[SRAO B] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano B, Música Sacra, Braga, 1990.
[SRMC B] Pe. Miguel Carneiro - Deus fez maravilhas: Salmos Responsoriais – Ano B, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRML] Pe. Manuel Luís - Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.