Domingo XII do Tempo Comum | Ano C
Antífona de Entrada
Salmo Responsorial
Apresentação dos Dons
Antífona de Comunhão
Pós-Comunhão
Final
Antífona de Entrada

(Salmo 27, 8-9) 
"O Senhor é a força do seu povo, 
o baluarte salvador do seu Ungido. 
Salvai o vosso povo, Senhor, abençoai a vossa herança, 
sede o seu pastor e guia através dos tempos."

• O Senhor é a força do seu povo – F. Silva (IC, p. 506 | NRMS, 106)
• O Senhor é a força do seu povo – F. Santos (BML, 101)
• O Senhor é a força do seu povo – Ar. Oliveira (IAC, p. 369)
• Salvai, Senhor, vosso povo – J. Santos (CEC II, p. 57 | IC, p. 548 | NRMS, 90-91 | CN, 878)

[Outras Sugestões]

• Deus vive na sua morada santa – F. Santos (BML, 47 | CEC II, p. 83-85 | IC, p. 427-428 | NCT, 216 | NRMS, 38)
• Levanto os meus olhos para os montes – J. Santos (CCM, p. 26 | NRMS, 70)
• Meu Senhor, eu Vos amo – J. Santos (CEC II, p. 45-46 | IC, p. 477 | NRMS, 90-91)
• Meu Senhor, eu Vos amo – A. Cartageno (CEC II, p. 46-47)
• O Senhor salvou-me – C. Silva (OC, p. 220 | CN, 745)
• O Senhor veio em meu auxílio – Az. Oliveira (CEC II, p. 43-45 | NRMS, 60)
• O Senhor veio em meu auxílio – F. Valente (BML, 141-142)
Leitura I

Zac 12, 10-11; 13, 1 
«Voltarão os olhos para aquele a quem trespassaram» (Jo 19, 37) 
O profeta anuncia a libertação e renovação de Jerusalém; mas essa salvação custará dores e lamentos. S. João, no seu Evangelho, vê no servo trespassado, de que fala o profeta, a figura de Jesus crucificado e trespassado pela lança do soldado. O seu Coração assim aberto tornou-se fonte de água viva, de salvação e de graça, para os que para Ele olharem com fé e amor. Tanto custaria a salvação da nova Jerusalém, a santa Igreja de Deus! 

Leitura da Profecia de Zacarias 
Eis o que diz o Senhor: «Sobre a casa de David e os habitantes de Jerusalém derramarei um espírito de piedade e de súplica. Ao olhar para Mim, a quem trespassaram, lamentar-se-ão como se lamenta um filho único, chorarão como se chora o primogénito. Naquele dia, haverá grande pranto em Jerusalém, como houve em Hadad-Rimon, na planície de Megido. Naquele dia, jorrará uma nascente para a casa de David e para os habitantes de Jerusalém, a fim de lavar o pecado e a impureza». 
Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial

Salmo 62 (63), 2-6.8-9 (R. 2b) 

A minha alma tem sede de Vós, meu Deus. 

Senhor, sois o meu Deus: 
desde a aurora Vos procuro. 
A minha alma tem sede de Vós. 
Por Vós suspiro, 
como terra árida, sequiosa, sem água.  

Quero contemplar-Vos no santuário, 
para ver o vosso poder e a vossa glória. 
A vossa graça vale mais que a vida: 
por isso os meus lábios hão-de cantar-Vos louvores.  

Assim Vos bendirei toda a minha vida 
e em vosso louvor levantarei as mãos. 
Serei saciado com saborosos manjares 
e com vozes de júbilo Vos louvarei.  

Porque Vos tornastes o meu refúgio, 
exulto à sombra das vossas asas. 
Unido a Vós estou, Senhor, 
a vossa mão me serve de amparo. 
 

• A minha alma tem sede – F. Silva (CPM)
• A minha alma tem sede de Vós – A. Cartageno (CPE, p. 119 | ENPL, XXXIV | BS, p. 64)
• A minha alma tem sede de Vós – Az. Oliveira (CPE, p. 117 | SRAO A, p. 148-149; p. 168-169 | SRAO C, p. 128-129)
• A minha alma tem sede de Vós – M. Carneiro (SRMC A, p. 122-123; p. 142-143 | SRMC C, p. 104-105)
• A minha alma tem sede de Vós – M. Luís (CPE, p. 118 | SRML, p. 150-155; p. 166-167)
Leitura II

Gal 3, 26-29 
«Todos vós que recebestes o baptismo de Cristo, 
fostes revestidos de Cristo» 
Continuando a fazer o confronto entre o regime da Lei, no Antigo Testamento, e o do Novo Testamento, o Apóstolo afirma que, pela fé e pelo baptismo, os cristãos estão “revestidos de Cristo”, formam todos, seja qual for a sua origem natural, o povo descendente de Abraão, herdeiro das promessas que Deus tinha feito àquele antigo Patriarca do Povo de Deus. Não é, portanto, a descendência carnal, mas a que vem da fé, que torna os homens “filhos de Abraão” e herdeiros das promessas a ele feitas por Deus. 

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Gálatas 
Irmãos: Todos vós sois filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo, porque todos vós, que fostes baptizados em Cristo, fostes revestidos de Cristo. Não há judeu nem grego, não há escravo nem livre, não há homem nem mulher; todos vós sois um só em Cristo Jesus. Mas, se pertenceis a Cristo, sois então descendência de Abraão, herdeiros segundo a promessa. 
Palavra do Senhor.

Aclamação ao Evangelho

[Jo 10, 27] 
As minhas ovelhas escutam a minha voz, diz o Senhor; 
Eu conheço as minhas ovelhas e elas seguem-Me.

Evangelho

Lc 9, 18-24 
«És o Messias de Deus. 
O Filho do homem tem de sofrer muito» 
S. Pedro, em nome de todos, reconhece e proclama a fé fundamental da Igreja: Jesus de Nazaré, o Filho do homem, é o Messias de Deus, o profeta anunciado desde os tempos antigos, o Ungido pelo Espírito Santo, o Enviado de Deus. É Ele que vem dar a vida pela salvação dos homens. Ele é, como na profecia da primeira leitura, Aquele que os homens trespassaram, mas cujo Coração aberto na Cruz é fonte de graça. Para ser seu discípulo, não há outro caminho senão o que Ele mesmo traçou. 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas 
Um dia, Jesus orava sozinho, estando com Ele apenas os discípulos. Então perguntou-lhes: «Quem dizem as multidões que Eu sou?». Eles responderam: «Uns, dizem que és João Baptista; outros, que és Elias; e outros, que és um dos antigos profetas que ressuscitou». Disse-lhes Jesus: «E vós, quem dizeis que Eu sou?». Pedro tomou a palavra e respondeu: «És o Messias de Deus». Ele, porém, proibiu-lhes severamente de o dizerem fosse a quem fosse e acrescentou: «O Filho do homem tem de sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos príncipes dos sacerdotes e pelos escribas; tem de ser morto e ressuscitar ao terceiro dia». Depois, dirigindo-Se a todos, disse: «Se alguém quiser vir comigo, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz todos os dias e siga-Me. Pois quem quiser salvar a sua vida, há-de perdê-la; mas quem perder a sua vida por minha causa, salvá-la-á». 
Palavra da salvação.

Apresentação dos Dons
• Não vivamos para nós – Az. Oliveira (ENPL, XXXIV | NRMS, 144)
• Todos vós que fostes batizados – B. Sousa (NCT, 373)
• Vós que fostes batizados – F. Santos (BML, 7 | COM, p.27 | NCT, 373)
• Vós que fostes batizados – M. Faria (IC, p..596 | NCT, 372 | NRMS, 22)
Antífona de Comunhão

[Salmo 144, 15]
"Os olhos de todos esperam em Vós, Senhor, 
e a seu tempo lhes dais o alimento."


[Jo 10, 11.15]
"Eu sou o Bom Pastor 
e dou a vida pelas minhas ovelhas, diz o Senhor."

• Eu sou o Bom Pastor – C. Silva (CEC I, p. 141 | OC, p. 108 | CN, 449)
• Eu sou o Bom Pastor – A. Morais (SDLG)
• Eu sou o bom pastor – M. Carneiro (LHC II, p.737)

[Outras Sugestões]

• Eu creio Senhor – J. Mateus (OCL)
• Se alguém quer vir após Mim – M. Luís (CAC, 416-417)
• Se alguém quiser seguir-me – C. Silva (OC_2, p. 267 | BS, p. 314)
• Se alguém quiser seguir-Me – M. Borda (NRMS, 54)
• Senhor, eu creio que sois Cristo – F. Silva (CEC II, p. 42-43 | IC, p. 556-557 | NRMS, 67 | CN, 910)
• Senhor, eu creio que sois Cristo – N. Cerdeira
• Uma só coisa é necessária – Az. Oliveira (ENPL, XXXVI)
Pós-Comunhão
• Eu creio Senhor – J. Mateus (OCL)
• Formamos um só corpo – C. Silva (CEC II, p. 124-125 | NCT, 265 | OC, p. 125-126)
• Não vivamos para nós – Az. Oliveira (ENPL, XXXIV | NRMS, 144)
• Se alguém quiser seguir-me – C. Silva (OC_2, p. 267 | BS, p. 314)
• Se alguém quiser seguir-Me – M. Borda (NRMS, 54)
• Se alguém quiser seguir-Me – Az. Oliveira (LHC III, p. 509)
• Se alguém quiser seguir-Me – T. Sousa (LHC III, p. 514)
• Se alguém quiser seguir-me – Ar. Oliveira (IAC | C-CS)
• Senhor, eu creio que sois Cristo – F. Silva (CEC II, p. 42-43 | IC, p. 556-557 | NRMS, 67 | CN, 910)
• Senhor, eu creio que sois Cristo – N. Cerdeira
Final
• Povo teu somos, ó Senhor – A. Desconhecido (ENPL, XLIV | CN, p. 821)
[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[BS] António Cartageno - Bendizei o Senhor, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[C-CS] Ar. Oliveira - Cantabo-CS, https://cantabo-cs.com/.
[CAC] Pe. Manuel Luís - Cânticos da Assembleia Cristã, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2006.
[CCM] Cânticos para a Celebração do Matrimónio – I e II, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2018.
[CEC I] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 1, 3.ª ed, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2007.
[CEC II] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 1999.
[CN] Cantoral Nacional para Liturgia, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2019..
[COM] Cânticos do Ordinário da Missa, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2016.
[CPE] Cânticos para as Exéquias, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2008.
[CPM] Pe. José Fernandes da Silva - Cânticos para Missa, Edição do autor.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[IAC] Pe. Artur Oliveira - In Aeternum Cantabo, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LHC II] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2003.
[LHC III] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 3, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2012.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] Con. Carlos da Silva - Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[OC_2] Con. Carlos Silva - Ora Cantando, 2ª edição, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2014.
[OCL] Pró-manuscrito , publicado pelo site O Canto na Liturgia.
[SDLG] Secretariado Diocesano de Liturgia da Guarda, -.
[SRAO A] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano A, Música Sacra, Braga, 1989.
[SRAO C] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano C, Música Sacra, Braga, 1991.
[SRMC A] Pe. Miguel Carneiro - Eu Vos Louvarei, Senhor: Salmos Responsoriais – Ano A, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRMC C] Pe. Miguel Carneiro - Povo do Senhor, exulta e canta: Salmos Responsoriais – Ano C, Paulus Editora, Lisboa, 2009.
[SRML] Pe. Manuel Luís - Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.