23 de Julho | Festa de Santa Brígida
Nota Histórica
Antífona de Entrada
Leitura I
Salmo Responsorial
Apresentação dos dons
Antífona de Comunhão
Pós-Comunhão
Nota Histórica

Santa Brígida, Religiosa

PADROEIRA DA EUROPA
[Festa na Europa]

Brígida nasceu na Suécia, em 1303. Casou muito jovem e teve oito filhos, entre os quais Santa Catarina da Suécia, que educou com esmero exemplar. Ingressou na Ordem Terceira de são Francisco e, depois da morte do marido, entregou-se a uma vida de maior ascetismo, embora sem deixar de viver no mundo. Fundou então uma Ordem religiosa e, partindo para Roma, foi para todos exemplo de grande virtude. Empreendeu várias peregrinações de penitência aos Lugares Santos, escreveu muitas obras em que narra as suas experiências místicas e deixou escritos sobre a reforma da Igreja, na sua cabeça e nos seus membros. Morreu em Roma, no ano 1373.

Antífona de Entrada

Exultemos de alegria no Senhor, ao celebrar este dia de festa em honra de Santa Brígida.
Nesta solenidade alegram-se os anjos e cantam louvores ao Filho de Deus.
 

[Outras Sugestões]

• Eis a mulher sábia – A. Cartageno (ENPL, XXXIV)
Leitura I

5 Gal 2, 19-20
«Não sou eu que vivo: é Cristo que vive em mim»

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Gálatas
Irmãos:
Por meio da Lei, morri para a Lei,
a fim de viver para Deus.
Com Cristo estou crucificado.
Já não sou eu que vivo,
é Cristo que vive em mim.
Se ainda vivo dependente de uma natureza carnal,
vivo animado pela fé no Filho de Deus,
que me amou e Se entregou por mim.
Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial

Salmo 33 (34), 2-3.4-5.6-7.8-9.10-11 (R. cf. 2a ou 9a)

Refrão: Em todo o tempo e lugar bendirei o Senhor.
Ou: Saboreai e vede como o Senhor é bom.

A toda a hora bendirei o Senhor,
o seu louvor estará sempre na minha boca.
A minha alma gloria-se no Senhor:
escutem e alegrem-se os humildes.

Enaltecei comigo o Senhor
e exaltemos juntos o seu nome.
Procurei o Senhor e Ele atendeu-me,
libertou-me de toda a ansiedade.

Voltai-vos para Ele e ficareis radiantes,
o vosso rosto não se cobrirá de vergonha.
Este pobre clamou e o Senhor o ouviu,
salvou-o de todas as angústias.

O Anjo do Senhor protege os que O temem
e defende-os dos perigos.
Saboreai e vede como o Senhor é bom:
feliz o homem que n’Ele se refugia.

Temei o Senhor, vós os seus fiéis,
porque nada falta aos que O temem.
Os poderosos empobrecem e passam fome,
aos que procuram o Senhor não faltará riqueza alguma.

• Provai e vede como o Senhor é bom – Az. Oliveira (SRAO C, p. 50-51)
• Provai e vede como o Senhor é bom – M. Luís (SRML, p. 276-277)
• Provai e vede como o Senhor é bom – M. Carneiro (RBP, p. 106-107 | SRMC C, p. 38-39)
• Bendirei o Senhor em todo o tempo – M. Luís (SRML, p.352)
• Em todo o tempo e lugar – M. Simões (BS, 399)
• Em todo o tempo e lugar – A. Cartageno (ENPL, XXIV, XLII | BS, p.143)
• Em todos os momentos – M. Luís (SRML, p.472)
• Provai e vede como o Senhor é bom – F. Santos (BML, 50 | LS-C, p. 76)
• Saboreai e vede – F. Santos
• Saboreai e vede – M. Luís (SRML, p. 236-237)
• Saboreai e vede – Az. Oliveira (ENPL, XXXV)
• Saboreai e vede – M. Carneiro (SRMC B, p. 122-123)
• Saboreai e vede - I – F. Silva (CPM, 1993)
• Saboreai e vede - II – F. Silva (CPM, 1991)
Aclamação ao Evangelho

V/ Permanecei em Mim e Eu permanecerei em vós, diz o Senhor. 
Quem permanece em Mim dá fruto abundante. (Jo 15, 4a.5b )

Evangelho

Jo 15, 1-8
«Quem permanece em Mim e Eu nele dá fruto abundante»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo,
disse Jesus aos seus discípulos:
«Eu sou a verdadeira vide e meu Pai é o agricultor.
Ele corta todo o ramo que está em Mim e não dá fruto
e limpa todo aquele que dá fruto,
para que dê ainda mais fruto.
Vós já estais limpos, por causa da palavra que vos anunciei.
Permanecei em Mim e Eu permanecerei em vós.
Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo,
se não permanecer na videira,
assim também vós, se não permanecerdes em Mim.
Eu sou a videira, vós sois os ramos.
Se alguém permanece em Mim e Eu nele,
esse dá muito fruto,
porque sem Mim nada podeis fazer.
Se alguém não permanece em Mim,
será lançado fora, como o ramo, e secará.
Esses ramos, apanham-nos, lançam-nos ao fogo e eles ardem.
Se permanecerdes em Mim
e as minhas palavras permanecerem em vós,
pedireis o que quiserdes e ser-vos-á concedido.
A glória de meu Pai é que deis muito fruto.
Então vos tornareis meus discípulos».
Palavra da salvação.

Apresentação dos dons
• Louvemos os exemplos gloriosos – A. Cartageno (ENPL, XX, XXIII, XXIV, XXV, XXVIII, XXIX, XXX, XXXI, XXXIV, XXXV, XXXVI, XXXIX, XL, XLI, XLII, XLV)
• Nossos cânticos se elevem – M. Simões (IC, p. 719 | NRMS, 8)
• Nossos cânticos se elevem – C. Silva (ENPL, XLV | OC, p.479 | OC_2, p.341)
• Nossos cânticos se elevem – Az. Oliveira (ENPL, XLI)
Antífona de Comunhão

O Senhor é a minha herança.
O Senhor é bom para a alma que O procura.
(Cf. Lm 3, 24-25)

• O Senhor é a minha herança – M. Luís (SRML, p. 300-301)
• O Senhor é a minha herança – Az. Oliveira (SRAO C, p. 130-131)
• O Senhor é a minha herança – M. Carneiro (SRMC C, p. 106-107)
• O Senhor é bom – J. A. Nunes (OCL)
• O Senhor é bom – Ar. Oliveira (IAC, p. 374)

[Outras Sugestões]

• Alegram-se os justos – A. Cartageno (ENPL, XXXII; XXXIV | CN, p. 192)
• Os justos viverão eternamente – M. Faria (CPE, p. 161 | IC, p. 722 | NCT, 657 | NRMS, 36)
Pós-Comunhão
• Chegou o esposo – A. Cartageno (ENPL, XXXV)
• Chegou o esposo – F. Silva (BML, 97)
• Louvemos os exemplos gloriosos – A. Cartageno (ENPL, XX, XXIII, XXIV, XXV, XXVIII, XXIX, XXX, XXXI, XXXIV, XXXV, XXXVI, XXXIX, XL, XLI, XLII, XLV)
• Nossos cânticos se elevem – M. Simões (IC, p. 719 | NRMS, 8)
• Nossos cânticos se elevem – C. Silva (ENPL, XLV | OC, p.479 | OC_2, p.341)
• Nossos cânticos se elevem – Az. Oliveira (ENPL, XLI)
[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[BS] António Cartageno - Bendizei o Senhor, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[CLMS] D. Celestino Borges de Sousa - Cânticos Litúrgicos, Mosteiro de Singeverga.
[CN] Cantoral Nacional para Liturgia, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2019..
[CPE] Cânticos para as Exéquias, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2008.
[CPM] Pe. José Fernandes da Silva - Cânticos para Missa, Edição do autor.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[IAC] Pe. Artur Oliveira - In Aeternum Cantabo, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LS-C] Livro do Salmista - Ano C, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] Con. Carlos da Silva - Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[OC_2] Con. Carlos Silva - Ora Cantando, 2ª edição, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2014.
[OCL] Pró-manuscrito , publicado pelo site O Canto na Liturgia.
[RBP] Pe. Miguel Carneiro - Ressuscitou o Bom Pastor, Paulus Editora, Lisboa, 2007.
[SRAO C] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano C, Música Sacra, Braga, 1991.
[SRMC B] Pe. Miguel Carneiro - Deus fez maravilhas: Salmos Responsoriais – Ano B, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRMC C] Pe. Miguel Carneiro - Povo do Senhor, exulta e canta: Salmos Responsoriais – Ano C, Paulus Editora, Lisboa, 2009.
[SRML] Pe. Manuel Luís - Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.