Domingo III do Advento | Ano A
Nota
Antífona de Entrada
Coroa do Advento
Salmo Responsorial
Aclamação ao Evangelho
Apresentação dos Dons
Antífona de Comunhão
Pós-Comunhão
Final
Missa com crianças
Nota
  • DOMINGO GAUDETE  (Domingo III do Advento)

    «É assim denominado o III Domingo do Advento. A razão é que gaudete! (alegrai-vos!), é a primeira palavra, há muitos séculos, do cântico de entrada deste domingo: «Gaudete in Domino semper!» («Alegrai-vos sempre no Senhor!»), convite tomado de Fl 4,4-5, que dá a este domingo – justamente a meio do caminho de Advento – um tom de alegria e esperança, porque já está próximo o Senhor.
    Este domingo tem um paralelo com o IV da Quaresma, o Domingo Lætare. Os paramentos dos ministros, neste dia, podem ser cor-de-rosa e pode-se dar um maior relevo aos adornos e à música, apesar de se estar a meio de um tempo caracterizado pelo uso moderado destes elementos.» (in José Aldazábal, Dicionário Elementar de Liturgia)

Antífona de Entrada

"Alegrai-vos sempre no Senhor.
Exultai de alegria: o Senhor está perto."
(cf. Filip 4, 4.5)

• Alegrai-vos no Senhor – F. Fernandes (CEC I, p. 20 | SPC)
• Alegrai-vos sempre no Senhor – F. Santos (BML, 38)
• Alegrai-vos sempre no Senhor – J. P. Martins (CEC I, p. 20-21)
• Alegrai-vos sempre no Senhor – Ar. Oliveira (IAC, p. 51)
• Alegrai-vos sempre no Senhor – J. Gamboa (CPL, p. 62)
• Alegrai-vos sempre no Senhor – D. Faustino (OCL)
Coroa do Advento
  • «Trata-se de um suporte normalmente redondo (às vezes, também se vê com forma linear), revestido de ramos vegetais verdes, sobre o qual se colocam quatro velas, e o conjunto situa-se próximo do altar ou do ambão da Palavra. (...) Estas velas vão-se acendendo gradualmente, nas quatro semanas do Advento. (...) No Natal, pode acrescentar-se uma quinta vela, branca, até ao final do Tempo do Natal.» (Dicionário Elementar de Liturgia)
  • «A disposição de quatro velas numa coroa de ramos sempre verdes (...) tornou-se símbolo do Advento nas casas dos cristãos. A coroa de Advento, com o progressivo acender das quatro velas, domingo após domingo, até à solenidade do Natal, é memória das várias etapas da história da salvação antes de Cristo e símbolo da luz profética que, pouco a pouco, iluminava a noite da espera expectante até ao nascimento do Sol de justiça (cf. Ml 3,20; Lc 1,78).» (Directório sobre a Piedade Popular e a Liturgia, n. 98). 

    Sendo costume fazer-se a Coroa do Advento um pouco por todo o País, deixamos algumas sugestões para o momento em que, em cada domingo, se acende a vela da coroa. Na maioria das paróquias é costume acender-se a vela após o cântico de entrada.
• Jesus Cristo, luz das nações – F. Santos (BML, 23)
• Lumen Christi – M. Luís (CAC, p. 464)
• Lúmen Christi, Ámen! – S. Vicente, M. D. Duarte (SF)
• Ó luz de eterna formosura – F. Santos (BML, 32 | ENPL, XIV)
• O Senhor vem e não tardará – F. Santos (NCT, p. 25 | CN, 747)
• O Senhor vem e não tardará – M. Luís (CAC, p. 50 | NCT, 26)
• Vinde Jesus – A. Morais (SDLG)
• Vinde, Jesus – J. J. Ribeiro (CLS-2ed, 281)
• Vinde, Senhor (Vinde Jesus, brilhe no mundo) – I. Rodrigues
• Vinde, Senhor, a Igreja Vos espera – M. Luís (IC, p. 107 | NRMS, 4 - I)
• Vinde! Vinde Jesus – J. A. Nunes (OCL)
Leitura I

Is 35, 1-6a.10
«Deus vem salvar-nos»
O texto desta leitura refere-se, em primeiro lugar, ao regresso do exílio do povo de Deus e descreve a atitude espiritual desses momentos numa explosão de alegria. As imagens que aparecem ao longo do texto são comparações; mas Jesus realizou algumas delas à letra e, a terceira leitura de hoje refere-as expressamente, mostrando assim que o verdadeiro regresso do exílio à pátria é Ele quem o realiza, em nosso favor, ao levar-nos consigo e em Si ao Pai.

Leitura do Livro de Isaías
Alegrem-se o deserto e o descampado, rejubile e floresça a terra árida, cubra-se de flores como o narciso, exulte com brados de alegria. Ser-lhe-á dada a glória do Líbano, o esplendor do Carmelo e do Saron. Verão a glória do Senhor, o esplendor do nosso Deus. Fortalecei as mãos fatigadas e robustecei os joelhos vacilantes. Dizei aos corações perturbados: «Tende coragem, não temais: Aí está o vosso Deus, vem para fazer justiça e dar a recompensa. Ele próprio vem salvar-vos». Então se abrirão os olhos dos cegos e se desimpedirão os ouvidos dos surdos. Então o coxo saltará como um veado e a língua do mudo cantará de alegria. Voltarão os que o Senhor libertar, hão-de chegar a Sião com brados de alegria, com eterna felicidade a iluminar-lhes o rosto. Reinarão o prazer e o contentamento e acabarão a dor e os gemidos.
Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial

145 (146), 7.8-9a.9bc-10 (R. cf. Is 35, 4)

Refrão: Vinde, Senhor, e salvai-nos. 

Ou: Vinde salvar-nos, Senhor. 

O Senhor faz justiça aos oprimidos,
dá pão aos que têm fome
e a liberdade aos cativos.

O Senhor ilumina os olhos dos cegos,
o Senhor levanta os abatidos,
o Senhor ama os justos.

O Senhor protege os peregrinos,
ampara o órfão e a viúva
e entrava o caminho aos pecadores.

O Senhor reina eternamente.
o teu Deus, ó Sião,
é rei por todas as gerações.

• Vinde Senhor, e salvai-nos – Az. Oliveira (SRAO A, p. 14-15 | CSS, A-14)
• Vinde Senhor, e salvai-nos – M. Luís (CAC, p. 362)
• Vinde Senhor, e salvai-nos – F. Santos (BML, 38)
• Vinde Senhor, vinde – SNMS (LS-A, p.18)
• Vinde Senhor, vinde salvar-nos – M. Carneiro (SRMC A, p. 14-15)
• Vinde, Senhor, e salvai-nos – M. Luís (SRML, p. 20)
• Vinde, Senhor, vinde salvar-nos – M. Luís (CAC, p. 70 | CN, 1011)
Leitura II

Tg 5, 7-10
«Fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima»
Dentro de toda a história da salvação, a vida de cada um de nós é uma gota de água no oceano ou um instante no meio de todo esse tempo. A hora da última vinda do Senhor, a pôr o ponto final nessa história e a consumá-la para todos os homens e para cada um deles, há-de ser aguardada na paciência e na fidelidade de cada momento, porque o Senhor virá.

Leitura da Epístola de São Tiago
Irmãos: Esperai com paciência a vinda do Senhor. Vede como o agricultor espera pacientemente o precioso fruto da terra, aguardando a chuva temporã e a tardia. Sede pacientes, vós também, e fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima. Não vos queixeis uns dos outros, a fim de não serdes julgados. Eis que o Juiz está à porta. Irmãos, tomai como modelos de sofrimento e de paciência os profetas, que falaram em nome do Senhor.
Palavra do Senhor.
 

Aclamação ao Evangelho

V/  O Espírito do Senhor está sobre mim:
enviou-me a anunciar a boa nova aos pobres.
(Is 61, 1 (cf. Lc 4, 18))

• Aleluia [Advento] – B. Ferreira (OCL)
• Aleluia | Preparai o caminho do Senhor – F. Santos (BML, 33 | NCT, 35)
• Aleluia | Preparai o caminho do Senhor II – F. Santos (BML, 28 | NCT, 436)
Evangelho

Mt 11, 2-11
«És tu Aquele que há-de vir ou devemos esperar outro?»
O sonho de Isaías, descrito na primeira leitura, aparece nesta leitura realizado por Jesus. É Ele que, finalmente, vem anunciar a Boa Nova do seu mistério pascal, em que todos somos chamados a participar. Assim, o fim dos tempos e a sua última vinda já está, em certo modo, a realizar-se. Mas é preciso aguardar, na fidelidade e na vigilância, que ela se realize completamente.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. Mateus
Naquele tempo, João Baptista ouviu falar, na prisão, das obras de Cristo e mandou-Lhe dizer pelos discípulos: «És Tu Aquele que há-de vir, ou devemos esperar outro?». Jesus respondeu-lhes: «Ide contar a João o que vedes e ouvis: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são curados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e a Boa Nova é anunciada aos pobres. E bem-aventurado aquele que não encontrar em Mim motivo de escândalo». Quando os mensageiros partiram, Jesus começou a falar de João às multidões: «Que fostes ver ao deserto? Uma cana agitada pelo vento? Então que fostes ver? Um homem vestido com roupas delicadas? Mas aqueles que usam roupas delicadas encontram-se nos palácios dos reis. Que fostes ver então? Um profeta? Sim – Eu vo-lo digo – e mais que profeta. É dele que está escrito: ‘Vou enviar à tua frente o meu mensageiro, para te preparar o caminho’. Em verdade vos digo: Entre os filhos de mulher, não apareceu ninguém maior do que João Baptista. Mas o menor no reino dos Céus é maior do que ele».
Palavra da salvação.

Apresentação dos Dons
• Despertai adormecidos – M. Luís (NCT, 430)
• Despertai, Senhor, o vosso poder – M. Faria (IC, p. 73-74 | NRMS, 39)
• Erguei-vos que vem o Senhor – F. Silva (IC, p. 76 | NRMS, 39)
• Erguei-vos que vem o Senhor – J. Geada
• Excelso criador dos grandes astros – M. Luís (CEC I, p. 38-39 | LHC II, p. 15 | NCT, 52 | CN, 470 | CLS-2ed, p.162)
• Excelso criador dos grandes astros – F. Santos (BML, 63 | CP I, p. 13 | LHC II, p. 16 | NCT, 452)
Antífona de Comunhão

"Dizei aos desanimados: Tende coragem e não temais. 
Eis o nosso Deus que vem salvar-nos." 
(cf. Is 35, 4)

• Dizei ao desanimados – D. Faustino (OCL)
• Dizei aos desanimados – F. Santos (BML, 43 | CEC I, p. 20-21 | CN, 374)
• Dizei aos desanimados - I – Ar. Oliveira (IAC, p. 178)
• Dizei aos desanimados – II – Ar. Oliveira (IAC, p. 179)

[Outras Sugestões]

• És Tu Aquele que há-de vir – A. Mendes (LHC II, p. 177)
• És Tu Aquele que há-de vir – F. Santos (LHC II, p. 176)
• És Tu Aquele que há-de vir – F. Santos (CP I, p. 76)
Pós-Comunhão
• Alegra-te, filha de Sião – C. Silva (OC, p. 24)
• Alegra-te, filha de Sião – F. Silva (IC, p. 831 | NRMS, 95-96)
• Alegra-te, filha de Sião – F. Santos (LHC II, p. 131)
• Alegra-te, filha de Sião – Ar. Oliveira (IAC, p.55)
• Alegra-te, Filha de Sião – I. Rodrigues
• És Tu Aquele que há-de vir – F. Santos (CP I, p. 76)
• És Tu Aquele que há-de vir – F. Santos (LHC II, p. 176)
• És Tu Aquele que há-de vir – A. Mendes (LHC II, p. 177)
• Filha de Sião, alegra-te – M. Carneiro (GD, p. 96-98)
• Povos que caminhais – J. Santos (IC, p. 96-97 | NRMS, 64)
Final
• Ave, Senhora do Advento – Az. Oliveira (IC, p. 69 | NRMS, 95-96)
• Filha de Sião, alegra-te – M. Carneiro (GD, p. 96-98)
• Maria, fonte da esperança – M. Luís (CAC, p. 43 | NCT, 53)
• Povos que caminhais – J. Santos (IC, p. 96-97 | NRMS, 64)
• Sabei que o nosso Deus – M. Simões (CEC I, p. 38 | IC, p. 99 | NRMS, 24)
• Vinde Jesus – A. Morais (SDLG)
• Vinde, Jesus – J. J. Ribeiro (CLS-2ed, 281)
• Vinde, Senhor (Vinde Jesus, brilhe no mundo) – I. Rodrigues

Sugere-se, particularmente para o Final, o uso da Antífona Mariana do Tempo de Advento:

• Alma Redemptoris Mater – C. Gregroriano (NCT, 58 | CN, 204)
• Santa Mãe do Redentor – F. Santos (BML, 75-76)
Missa com crianças
  • Nota Introdutória

    «As crianças são muito mais inteligentes do que às vezes as fazemos. Se iniciadas progressivamente, elas podem cantar muito bem todo o repertório dito dos adultos, incluindo o canto gregoriano e a polifonia clássica.», (in As Crianças louvam o Senhor, SNL)

        Para que as nossas crianças possam saborear o melhor da música em cada eucaristia que participam, deixando-se envolver pela beleza da música que dá vida às palavras e de cada texto de onde brota cada melodia, apresentaremos em cada domingo, a partir deste Domingo I do Advento um conjunto de sugestões que ajudarão os coros infantis, juvenis e de catequese na escolha dos seus programas dominicais.

        As escolhas terão como base a 2ª edição de “As Crianças louvam o Senhor” (CLS) publicado Secretariado Nacional de Liturgia (SNL)  e em outros tantos cânticos escritos para missas com crianças dispersos pela Nova Revista de Música Sacra (NRMS), Boletim de Música Sacra (BML) e várias outras publicações, e ainda alguns outros cânticos cuja forma de composição e de escrita nos parecem exequíveis por crianças, apresentamos uma sugestão de cânticos para cada domingo. Por vezes serão sugeridos alguns cânticos que podem ser considerados mais “genéricos”, mas ainda assim dentro do espírito da liturgia do respetivo domingo.
  • Antífona de Entrada
• Alegrai-vos sempre no Senhor – J. P. Martins (CEC I, p. 20-21)
• Alegrai-vos sempre no Senhor – Ar. Oliveira (IAC, p. 51)
  • Coroa do Advento
• Lúmen Christi, Ámen! – S. Vicente, M. D. Duarte (SF)
• Vinde, Jesus – J. J. Ribeiro (CLS-2ed, 281)

Salmo Responsorial

• Vinde Senhor, e salvai-nos – Az. Oliveira (SRAO A, p. 14-15 | CSS, A-14)
• Vinde, Senhor, e salvai-nos – M. Luís (SRML, p. 20)

Aclamação ao Evangelho

• Aleluia [Advento] – B. Ferreira (OCL)

Apresentação dos Dons

• Erguei-vos que vem o Senhor – F. Silva (IC, p. 76 | NRMS, 39)
• Não demoreis, ó Salvador do mundo – J. J. Ribeiro (CLS-2ed, 202 | OCL)
  • Antífona de Comunhão
• Dizei aos desanimados – F. Santos (BML, 43 | CEC I, p. 20-21 | CN, 374)
• Eis o Senhor que vem – D. Faustino (CV)
  • Pós Comunhão
• Excelso criador dos grandes astros – F. Santos (BML, 63 | CP I, p. 13 | LHC II, p. 16 | NCT, 452)
  • Final
• Ave, Senhora do Advento – Az. Oliveira (IC, p. 69 | NRMS, 95-96)
• Sabei que o nosso Deus – M. Simões (CEC I, p. 38 | IC, p. 99 | NRMS, 24)
[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[CAC] Pe. Manuel Luís - Cânticos da Assembleia Cristã, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2006.
[CEC I] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 1, 3.ª ed, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2007.
[CLS-2ed] As Crianças Louvam o Senhor, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2020.
[CN] Cantoral Nacional para Liturgia, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2019..
[CP I] Con. António Ferreira dos Santos - Canto Perene, vol. 1, Secretariado Diocesano de Liturgia, Porto, 2003.
[CPL] João Rodrigues Gamboa - Cânticos para a Liturgia, Gráfica de Coimbra, Coimbra, 3ªed, 2013.
[CSS] Pe. António Azevedo de Oliveira - Cantai Salmos ao Senhor - Salmos Responsoriais, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2019..
[CV] Diamantino Faustino - Cristo Vive, Edição EDMSL.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[GD] Pe. Miguel Carneiro - Glória a Deus, Paulus Editora, Lisboa, 2006.
[IAC] Pe. Artur Oliveira - In Aeternum Cantabo, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LHC II] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2003.
[LS-A] Secretariado Nacional de Liturgia - Livro do Salmista - Ano C, Fátima, 2022.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] Con. Carlos da Silva - Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[OCL] Pró-manuscrito , publicado pelo site O Canto na Liturgia.
[SDLG] Secretariado Diocesano de Liturgia da Guarda, -.
[SDLP] Secretariado Diocesano de Liturgia do Porto, .
[SF] Obras inéditas compostas para o Santuário de Fátima - Santuário de Fátima, -.
[SPC] Salmos para Cantar, Paróquia de Santa Isabel, Lisboa.
[SRAO A] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano A, Música Sacra, Braga, 1989.
[SRMC A] Pe. Miguel Carneiro - Eu Vos Louvarei, Senhor: Salmos Responsoriais – Ano A, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRML] Pe. Manuel Luís - Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.