Domingo IV do Advento | Ano A
Antífona de Entrada
Coroa do Advento
Salmo Responsorial
Aclamação ao Evangelho
Apresentação dos Dons
Antífona de Comunhão
Pós-Comunhão
Final
Missa com Crianças
Antífona de Entrada

Desça o orvalho do alto dos céus e as nuvens chovam o Justo.
Abra-se a terra e germine o Salvador.
(Is 45, 8)

• Abra-se a terra – M. Carneiro (GD, p. 33-37)
• Abra-se a terra – M. Luís (LHC II, p. 18-19 | NCT, 38 | CN, 168)
• Derramai ó céus [Maranatha!] – F. Santos (BML, 18 | CEC I, p. 22 | NCT, 23)
• Derramai-vos ó céus – F. Lapa (Libellus, 4)
• Derramai, ó céus – F. Santos (BML, 48)
• Desça o orvalho – J. P. Martins (CN, 346)
• Desça o orvalho – J. Santos (IC, p. 72 | NRMS, 15)
• Desça o orvalho – N. Costa (Libellus, 4)
• Desça o orvalho – Ar. Oliveira (IAC, p. 156)
• Desce o orvalho – M. Simões (IC, p. 73 | NRMS, 64)
• Desce o orvalho – Pop. Francesa
• Rorate Caeli – C. Gregroriano
• Rorate Caeli – E. Amorim

[Outras Sugestões]

• Descei sobre nós orvalho divino – M. Luís (CAC, p. 29-30)
• Ó infante suavíssimo – M. Faria (IC, p. 89 | NRMS, 4)
• Ó Infante suavíssimo – M. Luís, J. S. Bach (CAC, p. 46)
• Quando virá, Senhor, o dia – Az. Oliveira (IC, p. 88-89 | NRMS, 39)
Coroa do Advento
  • «Trata-se de um suporte normalmente redondo (às vezes, também se vê com forma linear), revestido de ramos vegetais verdes, sobre o qual se colocam quatro velas, e o conjunto situa-se próximo do altar ou do ambão da Palavra. (...) Estas velas vão-se acendendo gradualmente, nas quatro semanas do Advento. (...) No Natal, pode acrescentar-se uma quinta vela, branca, até ao final do Tempo do Natal.» (Dicionário Elementar de Liturgia)
  • «A disposição de quatro velas numa coroa de ramos sempre verdes (...) tornou-se símbolo do Advento nas casas dos cristãos. A coroa de Advento, com o progressivo acender das quatro velas, domingo após domingo, até à solenidade do Natal, é memória das várias etapas da história da salvação antes de Cristo e símbolo da luz profética que, pouco a pouco, iluminava a noite da espera expectante até ao nascimento do Sol de justiça (cf. Ml 3,20; Lc 1,78).» (Directório sobre a Piedade Popular e a Liturgia, n. 98). 

    Sendo costume fazer-se a Coroa do Advento um pouco por todo o País, deixamos algumas sugestões para o momento em que, em cada domingo, se acende a vela da coroa. Na maioria das paróquias é costume acender-se a vela após o cântico de entrada.
• Jesus Cristo, luz das nações – F. Santos (BML, 23)
• Lúmen Christi, Ámen! – S. Vicente, M. D. Duarte (SF)
• Ó luz de eterna formosura – F. Santos (BML, 32 | ENPL, XIV)
• O Senhor vem e não tardará – F. Santos (NCT, p. 25 | CN, 747)
• O Senhor vem e não tardará – M. Luís (CAC, p. 50 | NCT, 26)
• Vinde Jesus – A. Morais (SDLG)
• Vinde, Jesus – J. J. Ribeiro (CLS-2ed, 281)
• Vinde, Senhor (Vinde Jesus, brilhe no mundo) – I. Rodrigues
• Vinde, Senhor, a Igreja Vos espera – M. Luís (IC, p. 107 | NRMS, 4 - I)
• Vinde! Vinde Jesus – J. A. Nunes (OCL)

[Outras Sugestões]

• A luz de Cristo – M. Luís (CEC II, p. 183 | NCT, 370 | CN, 144)
• A luz de Cristo – Az. Oliveira (CEC II, p. 179 | IC, p. 617-618 | NRMS, 88 | CN, 143)
• A luz de Cristo – B. Salgado (IC, p. 617 | NRMS, 5)
• Esta luz de Cristo – V. Pereira, J. J. Ribeiro (ELC, p. 5)
• Senhor, tu és a luz – Az. Oliveira (CEC II, p. 182 | IC, p. 566-567 | NCT, 273 | NRMS, 6-II | CN, 917)
Leitura I

Is 7, 10-14
«A virgem conceberá»
As leituras deste Quarto Domingo do Advento orientam-se, de maneira directa, para o Nascimento do Senhor. Nele tem lugar central Maria, a Mãe de Jesus. A figura da virgem que há-de dar à luz, anunciada pelo profeta, virá a encontrar a sua realização perfeita na Virgem Maria. A graça que os homens não ousariam sequer imaginar, nem muito menos pedir, como também o rei não quis pedir a Deus um sinal, Deus lha oferece generosamente como porta por onde virá a salvação.

Leitura do Livro de Isaías
Naqueles dias, o Senhor mandou ao rei Acaz a seguinte mensagem: «Pede um sinal ao Senhor teu Deus, quer nas profundezas do abismo, quer lá em cima nas alturas». Acaz respondeu: «Não pedirei, não porei o Senhor à prova». Então Isaías disse: «Escutai, casa de David: Não vos basta que andeis a molestar os homens para quererdes também molestar o meu Deus? Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: a virgem conceberá e dará à luz um filho e o seu nome será Emanuel».
Palavra do Senhor.
 

Salmo Responsorial

Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. 7c e 10b)

Refrão: Venha o Senhor: é Ele o rei glorioso.

Ou: O Senhor virá: Ele é o rei da glória.

Do Senhor é a terra e o que nela existe,
o mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre as águas.

Quem poderá subir à montanha do Senhor?
Quem habitará no seu santuário?
O que tem as mãos inocentes e o coração puro,
que não invocou o seu nome em vão nem jurou falso.

Este será abençoado pelo Senhor
e recompensado por Deus, seu Salvador.
Esta é a geração dos que O procuram,
que procuram a face do Deus de Jacob.

• Venha o Senhor – M. Luís (SRML, p. 22)
• Venha o Senhor, é Ele o Rei glorioso – Az. Oliveira (SRAO A, p. 16-17)
• Venha o Senhor, é Ele o Rei glorioso – M. Carneiro (SRMC A, p. 16-17)
Leitura II

(Rom 1, 1-7)
Jesus Cristo, nascido da descendência de David, segundo a carne.
Jesus Cristo é o Messias anunciado desde longas eras, verdadeiro homem, descendente de David, mas igualmente Filho de Deus, como Ele Se manifestou na ressurreição de entre os mortos. Aí Deus Pai O elevou e Lhe deu o poder supremo e O coroou de glória, da qual torna participantes os que n’Ele crêem.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos
Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por chamamento divino, escolhido para o Evangelho que Deus tinha de antemão prometido pelos profetas nas Sagradas Escrituras, acerca de seu Filho, nascido, segundo a carne, da descendência de David, mas, segundo o Espírito que santifica, constituído Filho de Deus em todo o seu poder pela sua ressurreição de entre os mortos: Ele é Jesus Cristo, Nosso Senhor. Por Ele recebemos a graça e a missão de apóstolo, a fim de levarmos todos os gentios a obedecerem à fé, para honra do seu nome, dos quais fazeis parte também vós, chamados por Jesus Cristo. A todos os que habitam em Roma, amados por Deus e chamados a serem santos, a graça e a paz de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.
Palavra do Senhor.

Aclamação ao Evangelho

V/ A Virgem conceberá e dará à luz um Filho,
que será chamado Emanuel, Deus connosco. (Mt 1, 23)
 

• Aleluia [Advento] – B. Ferreira (OCL)
Evangelho

Mt 1, 18-24
Jesus nascerá de Maria, noiva de José, filho de David
No Evangelho proclamamos que o anúncio profético da primeira leitura se realizou, à letra, quando a Virgem Santa Maria Se tornou Mãe de Jesus. O desígnio de Deus é um só, e vai-se realizando, através das gerações, apesar da infidelidade dos homens, até atingir o ponto culminante em Jesus Cristo, O qual encarnou pelo poder do Espírito Santo, na Virgem Maria, esposa de José, filho de David.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo. Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um Filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz: «A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’». Quando despertou do sono, José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa.
Palavra da salvação.

Apresentação dos Dons
• Abre, claro Céu – S. Marques (IC, p. 67 | NRMS, 64)
• Dai-nos o vosso Filho – M. Luís (CAC, p. 26)
• Ó nuvens chovei do alto – M. Luís (LHC II, p. 18-19 | NCT, 38 | CN, 168 | HL, p. 28-29)
• Ó nuvens chovei o justo – F. Silva (IC, p. 91 | NRMS, 15)
• Ó nuvens chovei o justo – F. Santos (LHC II, p. 18 | NCT, 453)
• Ó nuvens chovei o justo – F. Santos (CP I, p. 14)
• Ó nuvens, chovei do alto – M. Simões (LHC II, p. 19)
• Ó nuvens, chovei do alto – F. Santos (CP I, p. 14 | LHC II, p. 18 | NCT, 453)
• Senhor poderoso [ Abre, claro Céu] – M. Luís (LHC II, p. 24 | HL, p. 28-29)
Antífona de Comunhão

A Virgem conceberá e dará à luz um filho.
O seu nome será Emanuel, Deus-connosco.
(Is 7, 14)

• A Virgem conceberá – F. Santos (BML, 38, 113-114 | CEC I, p. 27-29 | NCT, 42 | CN, 162)
• A Virgem conceberá – J. Mateus (OCL)
• A Virgem conceberá – M. Carneiro (GD, p. 38-40)
• A Virgem conceberá – Ar. Oliveira (IAC, p.35)
• A Virgem conceberá – R. Ramos
• A Virgem dará à luz um Filho – Ar. Oliveira (IAC, p.36)
• Eis que uma virgem – B. Sousa (CEC I, p.24 | CN, 393 | CLS-2ed, 147 | CLMS)

[Outras Sugestões]

• José, filho de David – A. Frade (LHC II, p. 230)
• José, filho de David – F. Santos (LHC II, p. 227)
• José, filho de David – F. Santos (CP I, p. 139)
• Não temas José – Ar. Oliveira (IAC, p.330)
Pós-Comunhão
• Alegra-te, filha de Sião – F. Silva (IC, p. 831 | NRMS, 95-96)
• Alegra-te, filha de Sião – F. Santos (LHC II, p. 131)
• Alegra-te, filha de Sião – C. Silva (OC, p. 24)
• Alegra-te, filha de Sião – Ar. Oliveira (IAC, p.55)
• Alegra-te, Filha de Sião – I. Rodrigues
• Dai-nos o vosso Filho – M. Luís (CAC, p. 26)
• Exulta, ó Filha de Sião – J. Santos (NRMS, 68)
• Filha de Sião, alegra-te – M. Carneiro (GD, p. 96-98)
• Ó Rebento da raiz de Jessé – F. Santos (BML, 93)
• Sabei que o nosso Deus – M. Simões (CEC I, p. 38 | IC, p. 99 | NRMS, 24)
• Veni, Emmanuel – M. D. Duarte (SF)
Final
• Abri as portas – C. Silva (OC, p. 24 | CN, 169 | CLS-2ed, p.100)
• Ave, Senhora do Advento – Az. Oliveira (IC, p. 69 | NRMS, 95-96)
• Excelso criador dos grandes astros – M. Luís (CEC I, p. 38-39 | LHC II, p. 15 | NCT, 52 | CN, 470 | CLS-2ed, p.162)
• Excelso criador dos grandes astros – F. Santos (BML, 63 | CP I, p. 13 | LHC II, p. 16 | NCT, 452)
• Maria, fonte da esperança – M. Luís (CAC, p. 43 | NCT, 53)
• Sabei que o nosso Deus – M. Simões (CEC I, p. 38 | IC, p. 99 | NRMS, 24)
• Veni, Emmanuel – M. D. Duarte (SF)

Sugere-se, particularmente para o Final, o uso da Antífona Mariana do Tempo de Advento:

• Alma Redemptoris Mater – C. Gregroriano (NCT, 58 | CN, 204)
• Santa Mãe do Redentor – F. Santos (BML, 75-76)
Missa com Crianças
  • Nota Introdutória

    «As crianças são muito mais inteligentes do que às vezes as fazemos. Se iniciadas progressivamente, elas podem cantar muito bem todo o repertório dito dos adultos, incluindo o canto gregoriano e a polifonia clássica.», (in As Crianças louvam o Senhor, SNL)

        Para que as nossas crianças possam saborear o melhor da música em cada eucaristia que participam, deixando-se envolver pela beleza da música que dá vida às palavras e de cada texto de onde brota cada melodia, apresentaremos em cada domingo, a partir deste Domingo I do Advento um conjunto de sugestões que ajudarão os coros infantis, juvenis e de catequese na escolha dos seus programas dominicais.

        As escolhas terão como base a 2ª edição de “As Crianças louvam o Senhor” (CLS) publicado Secretariado Nacional de Liturgia (SNL)  e em outros tantos cânticos escritos para missas com crianças dispersos pela Nova Revista de Música Sacra (NRMS), Boletim de Música Sacra (BML) e várias outras publicações, e ainda alguns outros cânticos cuja forma de composição e de escrita nos parecem exequíveis por crianças, apresentamos uma sugestão de cânticos para cada domingo. Por vezes serão sugeridos alguns cânticos que podem ser considerados mais “genéricos”, mas ainda assim dentro do espírito da liturgia do respetivo domingo.
  • Antífona de Entrada
• Desça o orvalho – J. P. Martins (CN, 346)
• Desce o orvalho – Pop. Francesa
  • Coroa do Advento
• Lúmen Christi, Ámen! – S. Vicente, M. D. Duarte (SF)
• Vinde, Jesus – J. J. Ribeiro (CLS-2ed, 281)
  • Salmo Responsorial
• Venha o Senhor – M. Luís (SRML, p. 22)
• Venha o Senhor, é Ele o Rei glorioso – M. Carneiro (SRMC A, p. 16-17)
  • Aclamação ao Evangelho
• Aleluia [Advento] – B. Ferreira (OCL)
  • Apresentação dos Dons
• Excelso criador dos grandes astros – M. Luís (CEC I, p. 38-39 | LHC II, p. 15 | NCT, 52 | CN, 470 | CLS-2ed, p.162)
• Salvé Estrela do Mar – A. Cartageno (CN, 882 | CLS-2ed, p.248)
  • Antífona de Comunhão
• Eis que uma virgem – B. Sousa (CEC I, p.24 | CN, 393 | CLS-2ed, 147 | CLMS)
• José, filho de David – A. Frade (LHC II, p. 230)
  • Pós Comunhão
• Sabei que o nosso Deus – M. Simões (CEC I, p. 38 | IC, p. 99 | NRMS, 24)
• Veni, Emmanuel – M. D. Duarte (SF)
  • Final
• Abri as portas – C. Silva (OC, p. 24 | CN, 169 | CLS-2ed, p.100)
• Ave, Senhora do Advento – Az. Oliveira (IC, p. 69 | NRMS, 95-96)
• Sabei que o nosso Deus – M. Simões (CEC I, p. 38 | IC, p. 99 | NRMS, 24)
[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[CAC] Pe. Manuel Luís - Cânticos da Assembleia Cristã, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2006.
[CEC I] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 1, 3.ª ed, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2007.
[CEC II] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 1999.
[CLMS] D. Celestino Borges de Sousa - Cânticos Litúrgicos, Mosteiro de Singeverga.
[CLS-2ed] As Crianças Louvam o Senhor, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2020.
[CN] Cantoral Nacional para Liturgia, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2019..
[CP I] Con. António Ferreira dos Santos - Canto Perene, vol. 1, Secretariado Diocesano de Liturgia, Porto, 2003.
[ELC] Vitor Pereira (arranjos de José Joaquim Ribeiro) - Esta Luz de Cristo, Cânticos para a Liturgia, Paulinas Editora.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[GD] Pe. Miguel Carneiro - Glória a Deus, Paulus Editora, Lisboa, 2006.
[HL] Pe. Manuel Luís - Hinos para a Liturgia - I, Paróquia de Nossa Senhora das Mercês, Lisboa, 1979.
[IAC] Pe. Artur Oliveira - In Aeternum Cantabo, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LHC II] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2003.
[Libellus] Libellus - Revista de Música Sacra, Libellus Usualis - Divulgação de Música Sacra.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] Con. Carlos da Silva - Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[OCL] Pró-manuscrito , publicado pelo site O Canto na Liturgia.
[SDLG] Secretariado Diocesano de Liturgia da Guarda, -.
[SDLP] Secretariado Diocesano de Liturgia do Porto, .
[SF] Obras inéditas compostas para o Santuário de Fátima - Santuário de Fátima, -.
[SRAO A] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano A, Música Sacra, Braga, 1989.
[SRMC A] Pe. Miguel Carneiro - Eu Vos Louvarei, Senhor: Salmos Responsoriais – Ano A, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRML] Pe. Manuel Luís - Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.