Domingo VII do Tempo Comum | Ano A
Antífona de Entrada
Salmo Responsorial
Antífona de Comunhão
Antífona de Entrada

Eu confio, Senhor, na vossa bondade.
O meu coração alegra-se com a vossa salvação.
Cantarei ao Senhor por tudo o que Ele fez por mim.
cf. Salmo 12, 6

• Eu confio, Senhor, na vossa bondade – Ar. Oliveira (IAC, p. 216)
• Eu confio, Senhor, na vossa bondade – F. Lapa (BML, 133-134)
• Eu confio, Senhor, na vossa bondade – F. Silva (CEC II, p. 39-40 | NRMS, 70 | CN, 286)
• Por vossa imensa bondade – A. Cartageno (CEC II, p. 41-42 | LAU, 668)
• Por vossa imensa bondade – Az. Oliveira (NRMS, 115)

[Outras Sugestões]

• Cantarei ao Senhor pelo bem que Ele me fez – F. Silva (IC, p. 406-407 | NRMS, 98)
• Cantarei ao Senhor pelos bens que me deu – A. Cartageno (CEC II, p. 47-48 | LAU, 210)
Leitura I

I Lev 19, 1-2.17-18
«Amarás o teu próximo como a ti mesmo»
Na leitura do Evangelho, continuamos a ler o sermão da montanha: o Senhor continua a expor a novidade da Nova Aliança, do Testamento Novo. A passagem de hoje põe, uma vez mais, em relevo a caridade para com o próximo. Mas este era já mandamento de Deus no Antigo Testamento, como bem o mostra esta leitura. Na verdade, quem faz a ligação e até a unidade dos dois Testamentos é Deus, que é sempre o mesmo. Ele é Santo, o Santo por excelência; por isso, não admira que desde sempre e para sempre Deus proponha aos homens o mandamento do amor mútuo, sinal daquele amor com que Ele sempre amou todos os homens.

Leitura do Livro do Levítico
O Senhor dirigiu-Se a Moisés nestes termos: «Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel e diz-lhes: ‘Sede santos, porque Eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo’. Não odiarás do íntimo do coração os teus irmãos, mas corrigirás o teu próximo, para não incorreres em falta por causa dele. Não te vingarás, nem guardarás rancor contra os filhos do teu povo. Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor».
Palavra do Senhor.
 

Salmo Responsorial

Salmo 102 (103), 1-2.3-4.8.10.12-13 (R. 8a)


Refrão: O Senhor é clemente e cheio de compaixão.
Ou: Senhor, sois um Deus clemente e compassivo.


Bendiz, ó minha alma, o Senhor
e todo o meu ser bendiga o seu nome santo.
Bendiz, ó minha alma, o Senhor
e não esqueças nenhum dos seus benefícios.

Ele perdoa todos os teus pecados
e cura as tuas enfermidades;
salva da morte a tua vida
e coroa-te de graça e misericórdia. 

O Senhor é clemente e compassivo,
paciente e cheio de bondade;
não nos tratou segundo os nossos pecados,
nem nos castigou segundo as nossas culpas.

Como o Oriente dista do Ocidente,
assim Ele afasta de nós os nossos pecados;
como um pai se compadece dos seus filhos,
assim o Senhor Se compadece dos que O temem. 

• O Senhor é clemente e cheio de compaixão – F. Santos (BML, 35 | LS-C, p. 70)
• O Senhor é clemente e cheio de compaixão – M. Carneiro (SRMC C)
• O Senhor é clemente e cheio de compaixão – Az. Oliveira (SRAO C, p. 48-49)
• O Senhor é clemente e cheio de compaixão – M. Luís (SRML, p. 274-275 | LS-C, p. 190)
• O Senhor é clemente e cheio de compaixão – Ar. Oliveira (IAC, p. 375 | LS-C, p. 71)
• Senhor, sois um Deus clemente e compassivo – Az. Oliveira (SRAO A, 118-119 | SRAO C, 102-103)
• Senhor, sois um Deus clemente e compassivo – M. Luís (SRAO A, p. 118-119 | LS-C, p. 191)
Leitura II

1 Cor 3, 16-23
«Tudo é vosso; vós sois de Cristo; Cristo é de Deus»
A fé cristã faz nascer no crente uma forma nova de sabedoria, que não tem nada a ver com a sabedoria do mundo. A sabedoria que vem de Cristo leva-nos a olhar para tudo e para todos como Deus olha, e de tudo e de todos sabe fazer a unidade. Deus é uno, e a todos quer reconduzir à unidade por Cristo. Assim como pelo Verbo de Deus tudo foi chamado à existência, assim pelo Verbo feito homem, por Cristo, tudo é chamado à unidade.

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo S. Paulo aos Coríntios
Irmãos: Não sabeis que sois templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destrói o templo de Deus, Deus o destruirá. Porque o templo de Deus é santo, e vós sois esse templo. Ninguém tenha ilusões. Se alguém entre vós se julga sábio aos olhos do mundo, faça-se louco, para se tornar sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus, como está escrito: «Apanharei os sábios na sua própria astúcia». E ainda: «O Senhor sabe como são vãos os pensamentos dos sábios». Por isso, ninguém deve gloriar-se nos homens. Tudo é vosso: Paulo, Apolo e Pedro, o mundo, a vida e a morte, as coisas presentes e as futuras. Tudo é vosso; mas vós sois de Cristo, e Cristo é de Deus.
Palavra do Senhor.

Aclamação ao Evangelho

V/ Quem observa a palavra de Cristo,
nesse o amor de Deus é perfeito. (1 Jo 2, 5)

Evangelho

Mt 5, 38-48
«Amai os vossos inimigos»
A Boa Nova, o Evangelho, que o Filho de Deus nos revelou, é o ponto mais alto aonde a palavra de Deus guiou os homens. Tudo o que antes dessa Boa Nova foi dito encaminhava-se para a revelação que o Evangelho do Senhor Jesus nos manifestou. Se o Antigo Testamento nos ensinava a amar os amigos, o Novo Testamento vai mais longe e ensina-nos a amar até os inimigos. É assim que se ama como Ele nos amou; e será ao reconhecerem o amor de Deus no nosso coração que os outros serão levados a amá-l’O também.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Olho por olho e dente por dente’. Eu, porém, digo-vos: Não resistais ao homem mau. Mas se alguém te bater na face direita, oferece-lhe também a esquerda. Se alguém quiser levar-te ao tribunal, para ficar com a tua túnica, deixa-lhe também o manto. Se alguém te obrigar a acompanhá-lo durante uma milha, acompanha-o durante duas. Dá a quem te pedir e não voltes as costas a quem te pede emprestado. Ouvistes que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo’. Eu, porém, digo-vos: Amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem, para serdes filhos do vosso Pai que está nos Céus; pois Ele faz nascer o sol sobre bons e maus e chover sobre justos e injustos. Se amardes aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem a mesma coisa os publicanos? E se saudardes apenas os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não o fazem também os pagãos? Portanto, sede perfeitos, como o vosso Pai celeste é perfeito».
Palavra da salvação.
 

Antífona de Comunhão

Cantarei todas as vossas maravilhas.
Quero alegrar-me e exultar em Vós.
Cantarei ao vosso nome, ó Altíssimo.
Salmo 9, 2-3

• Cantarei todas as vossas maravilhas – Ar. Oliveira (IAC, p. 117)
• Quero cantar as vossas maravilhas – M. Carneiro (CVM, p. 136)
• Quero cantar o vosso nome – A. Cartageno (IC, p. 537-538 | NRMS, 111 | BS, p. 298)

Senhor, eu creio que sois Cristo, Filho de Deus vivo,
o Salvador do mundo.
cf. Jo 11, 27

• Senhor, eu creio que sois Cristo – F. Silva (CEC II, p. 42-43 | IC, p. 556-557 | NRMS, 67 | CN, 910)
• Senhor, eu creio que sois Cristo – N. Cerdeira

[Outras Sugestões]

• Sede perfeitos – C. Silva (OC, p. 236)
• Sede imitadores de Deus – P. Miranda (OCL)
• Sede imitadores de Deus – E. Lucas (OCL)
[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[BS] António Cartageno - Bendizei o Senhor, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[CEC II] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 1999.
[CN] Cantoral Nacional para Liturgia, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2019..
[CVM] Pe. Miguel Carneiro - É Cristo que vive em mim: Cânticos para o tempo comum, Paulus Editora, Lisboa, 2011.
[IAC] Pe. Artur Oliveira - In Aeternum Cantabo, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LAU] Laudate: Cânticos e Orações, Edição para uso interno das comunidades paroquiais sem fins lucrativos, Leiria.
[LS-C] Livro do Salmista - Ano C, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2021.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] Con. Carlos da Silva - Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[OCL] Pró-manuscrito , publicado pelo site O Canto na Liturgia.
[SRAO A] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano A, Música Sacra, Braga, 1989.
[SRAO C] Pe. António Azevedo de Oliveira - Salmos Responsoriais: Ano C, Música Sacra, Braga, 1991.
[SRMC C] Pe. Miguel Carneiro - Povo do Senhor, exulta e canta: Salmos Responsoriais – Ano C, Paulus Editora, Lisboa, 2009.
[SRML] Pe. Manuel Luís - Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.